quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

A 'sabedoria' dos jovens americanos...

Uma pesquisa do American Enterprise Institute fez acender o sinal de alerta quanto ao futuro dos Estados Unidos. A ignorância dos jovens americanos sobre História, literatura e cultura geral é aterradora, considerando que eles vivem num país que atrai estudantes do mundo inteiro interessados em melhorar sua formação. Vamos logo aos resultados:

- Cerca de 25% não sabiam dizer quem era Adolf Hitler e 10% o viam como um fabricante de armas.
- 20% não sabiam dizer contra quem os Estados Unidos combateram na Segunda Guerra Mundial.

- 26% asseguraram que Cristóvão Colombo descobriu a América após 1750, ou seja, mais de dois séculos e meio depois do registro histórico. Pasme, leitor: 2% afirmaram mesmo que Colombo havia atravessado o Atlântico após 1950!!!

- 50% não souberam dizem quando começou a Guerra de Secessão (1861-1865), episódio crucial da História americana.

- 90% não sabem o que aconteceu em Pearl Harbor e quem pronunciou o famoso discurso "I have a dream" (Martin Luther King). Só faltava algum deles dizer que foi Cristóvão Colombo...

- 50% desconhecem o célebre romance de George Orwell "1984".

Mas que ninguém do Brasil se empolgue e comece a atirar pedras. Deve haver um grande número de jovens brasileiros que não sabe quem veio primeiro: Dom Pedro I ou Dom Pedro II.

Marcadores:

1 Comentários:

Às 29 de fevereiro de 2008 20:36 , Anonymous Alexandre Figueiredo disse...

Caro Eduardo,

Pior é que esses absurdos acontecem mesmo entre os jovens brasileiros, até de uma forma bem piorada. É gente que depende de um trio elétrico ou de um porre de cerveja para ter alegria (uma alegria que eles são incapazes de desenvolver dentro de si). Uma juventude que acha que é inteligente "do nada", que comete mil burrices com a mesma intensidade com que se irritam quando é chamada de alienada e burra. Gente reacionária, fútil, que vê "cidadania" em dirigir embriagado, só quer saber de festas (que eles não curtem de coração), em falar gírias em excesso (o que se tornou pejorativo até em Portugal, nas famosas piadas sobre brasileiros), em seguir modismos com a maior fé cega. É essa geração que acha que o MC Créu "é MPB", que Fernando Collor foi um grande estadista, a Xuxa uma grande filósofa e a Carla Perez a maior feminista do país. Gente estúpida, que odeia a hipocrisia que lhe machuca, mas é sempre favorável à hipocrisia que fere o nosso país, desde que poupe essa juventude bronzeada que, para compensar o desprezo pelo passado, vê seus próprios amigos morrerem em overdose, acidentes de trânsito e até crimes passionais, porque se trata de uma geração movida a instinto, não a razão.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial