domingo, 27 de abril de 2008

The Complete Lost Lennon Tapes

Um Breve Histórico

Quando o ex-beatle John Lennon morreu em dezembro de 1980, uma das questões que mais perturbava seus fãs dizia respeito à sua produção musical. Afinal, após Double Fantasy não ouviria-se mais nada de novo de John? Nos círculos mais restritos dos beatlemaníacos sabia-se que Lennon, apesar de Ter se auto exilado durante cinco anos do show biz, não havia parado de gravar , quer fosse de maneira profissional, quer fosse através de prosaicas gravações caseiras. Nos anos que se seguiram, sua viúva Yoko Ono começaria a responder ao público com o lançamento dos discos Milk and Honey, Menlove Ave e Live in New York City. Porém, e a medida que o tempo ia passando tinha-se cada vez mais a certeza de que muito material ainda estava guardado nos arquivos de Yoko.

Em janeiro de 1988 enfim, as dúvidas e anseios de toda a comunidade beatlemaníaca começou a ser satisfeita e de uma forma absolutamente inesperada. Naquele mês, Yoko Ono abriu suas caixas e através de uma série de programas radiofônicos liberou para o mundo mais de 300 horas de gravações de John Lennon ai incluidos, versões alternativas de seus clássicos, entrevistas e músicas inéditas. As negociações para a liberação do material datam ainda do final do ano de 1987 quando Yoko entregou a Westwood One's, uma agência americana de comercialização de programas , os tapes contendo uma absurda quantidade de material inédito. Sobre sua iniciativa explica Yoko Ono: " Depois do que aconteceu em 1980 eu fiquei arruinada e só tinha vontade de sofrer a minha dor. Mas John e eu éramos parceiros e então, decidi lançar um pouco de seu trabalho a cada ano.

E assim foi feito. Mas, com o lançamento do último disco "Menlove Ave", eu descobri que não possuía mais qualquer trabalho finalizado em estúdio, embora ainda existisse uma grande quantidade de material, até mesmo cassetes que John gravou em casa. Eu tive de escolher entre guardar essas coisas no meu cofre para sempre ou reparti-las com as pessoas. Eu quis dividir isso com elas porque acredito que as músicas de John pertencem ao mundo. Mas eu não sabia como fazê-lo. A minha impressão é de que se eu gravasse em disco um som não-profissional , ele ficaria exposto à crítica e eu não poderia fazer isso ao John. Eu precisava de uma outra mídia e foi ai que eu pensei no rádio. Mas existia um outro problema: apesar de eu Ter ouvido as fitas quando preparei "Milk and Honey" , Live in New York City e Menlove Ave, eu não teria mais "coração" para ouvir centenas de fitas arquivadas. Então confiei a Elliot Montz essa tarefa e, quando começamos a discutir a série com Norman Pattiz ( Presidente da Westwood), tudo ficou claro".

A série The Lost Lennon Tapes começou a ser veiculada pela Westwood One no dia 18 de janeiro de 1988 e foi inicialmente planejada para durar um ano. Devido a enorme quantidade de material, traduziu-se ao final em 218 programas de aproximadamente uma hora de duração , permanecendo no ar semanalmente até 23 de março de 1992, ancorada por Elliot Mintz, amigo de longa data dos Lennon.

O que foi a Lost Lennon Tapes

Durante todo o tempo em que permaneceu no ar, a série "The Lost Lennon Tapes" deu ao mundo a chance de pela primeira vez conhecer uma faceta de John Lennon até então pouco explorada. Quando dá-se início a audição do material o que se percebe logo de imediato nas inúmeras horas de gravação é um Lennon espontâneo, às vezes crítico, mordaz, às vezes extremamente bem humorado e gentil com os que estavam a sua volta. Nos 218 programas foram apresentadas entrevistas, ensaios, performances ao vivo, outtakes de músicas que cobrem toda sua carreira solo ( e algumas gravações dos Beatles) e performances caseiras.

Um fato extremamente importante a se dizer sobre a série é que, após sua veiculação assistiu-se nos anos seguintes a uma verdadeira profusão de discos piratas contendo gravações de Lennon. Com a era do CD já plenamente estabelecida pode-se afirmar sem exagero que 90% de todos os discos piratas contendo músicas de John Lennon tomou como base a série Lost Lennon Tapes. Os selos piratas tiveram apenas o trabalho de organizar o material , ou seja, buscava-se na Lost Lennon Tapes gravações alternativas por exemplo, para as músicas do disco Mind Games e se lançava um CD chamado " The Alternate Mind Games" , ou extraia-se da série outtakes do disco Double Fantasy e se colocava no mercado discos e mais discos enfocando o material. Tal prática, além de alavancar o mercado de discos piratas fez, é claro, a alegria dos fãs de John.

Registra-se aqui também um fato curioso: quando começou a ser veiculada , os produtores da série haviam escutado apenas uma parte de todo o material. Ensaiou-se até, fazer-se sua audição de forma cronológica. No entanto, com o sucesso dos programas e a quantidade de fitas para serem ouvidas abandonou-se a idéia e o material passou a ser executado de forma totalmente aleatória fazendo com que em um mesmo programa pudessem ser ouvidos takes alternativos de músicas dos Beatles e, logo após, outtakes do disco Double Fantasy.


Links para downloads :

CD 01 / CD 02

CD 03 / CD 04

CD 05 / CD 06

CD 07 / CD 08

CD 09 / CD 10

CD 11 / CD 12

CD 13 / CD14

CD 15 / CD 16

CD 21 / CD 22

Lost Lennon Tapes 1


Lost Lennon Tapes 2

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial